Seremos resistência - Giano Guimarães

Seremos resistência

Eu sou negro, pardo, índio
Sou gay e a diversidade
Sou agnóstico e ateu
Cotista na universidade
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Lutando por dignidade

Sou o pobre trabalhador
Que sofre a desigualdade
Humilhado e coagido
No seio da sociedade
Se fere minha existência
serei a própria resistência
Lutando por dignidade

Sou budista, feminista
Sincretista e umbandista
Faço parte das minorias
Sou utópico e idealista
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Contra essa onda fascista

Sou a livre opinião
Que está sendo Ameaçada
Querem calar minha voz
A pouco tempo conquistada
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Para tê-la preservada

Sou os direitos humanos
Atacados sem piedade
Pela desinformação
Pela desumanidade
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Lutando por dignidade

Sou retirante e estrangeiro
Sou imigrante, refugiado
Sou aquele ser humano
Que está sendo desprezado
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Por um mundo humanizado

Sou do norte, nordestino
Do sertão e da cidade
Sofro com o preconceito
De gente sem alteridade
Se fere minha existência
serei a própria resistência
Lutando por dignidade

É tão triste hoje em dia
Ver tanto ódio e maldade
Desprezo à democracia
E à toda diversidade
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Lutando por dignidade

Sou igual e diferente
Meu ideal é a liberdade
Na plena democracia
Que garante a igualdade
Se fere minha existência
Serei a própria resistência
Lutando por dignidade.

Giano Guimarães


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário