Meios e desavenças - Luiz Henrique Silva

Meios e desavenças
Filhos do mesmo Deus,
Sangue da mesma carne,
Tens vindo ao mundo pelo mesmo meio,
Tens o mesmo anseio pela vida,
Os mesmo erros fáticos,
Com a única certeza da vida levada pela morte,
Ao invés de aproveitar! Perde o tempo em conflito,
Em conflito com seu semelhante, seu irmão ou que já foi seu amigo.
Eis a raça!
Somos nós, Ahhh Demasiado Humano!
Tão cheio de surpresas,
Tu que renega a própria carne,
e por falta de fé, “sacrílega” o teu amigo.
Conjure as tuas guerras,
e sacie a sede de teu “Ego”.
Tu baixaste a sua cabeça,
E com olhos fechados, seguistes teus caminhos,
Cuidado ao olhar para trás,
e vê o quanto vós ficastes sozinho.

Luiz Henrique Silva


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário