O Rio da Boa Vista - Giano Guimarães

O Rio da Boa Vista

É julho, as águas baixaram,
O grande rio corre imponente.
A luz do sol reflete seu brilho
Em meio as águas correntes.

Neste rio perene
Uma bela ilha emerge,
Rochas negras, cinzentas,
Areia branca e uma santa.
Uma paisagem sublime!

E do alto da ladeira
A Boa Vista inteira
Minha vista alcança,
E descansa meus olhos.

Tocando as águas do Tocantins
Toco na vida deste lugar.
Essas águas sabem de tudo
E de tudo ela nos dá.
Viva este rio que aqui passa
Viva sua beleza sem-par!

Giano Guimarães



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário