Vida, que és o dia de hoje - Vicente de Carvalho

Vida, que és o dia de hoje

Vida, que és o dia de hoje,
O bem que de ti se alcança
Ou passa porque nos foge,
Ou passa porque nos cansa.

Ainda mesmo quando corre
Na vida dos mais felizes,
O prazer floresce, e morre,
A mágoa deita raízes.

Tem alicerces de areia
O que constróis cada dia,
Vida que corres tão cheia
Para a morte tão vazia.

Haverá queixa mais justa
Que a do feliz que se queixa?
Ai, o bem que menos custa
Custa a saudade que deixa.

Vicente de Carvalho



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário