Pobreza - Adalgisa Nery

Pobreza

O manto de linho tecido para a minha infância
Ao lavá-lo ao rio
A corrente o levou.
O manto de seda tecido para a minha adolescência
Ao mostrá-lo ao sol
O vento o levou.
O manto de lã tecido para a minha morte
Ao aquecê-lo ao fogo
A chama o queimou.

Adalgisa Nery



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário