Movimentos - Valdimir Diniz

Movimentos

A revolução do poeta está na bala que estoura a
cabeça do poeta depois da revolução
A revolução da moda estoura na primavera, no verão
no outono, no inverno, até a revolução
da próxima primavera
A revolução do músico estoura nas paradas de
sucesso e vai estourando por dentro
dos ouvidos
A revolução do burocrata estoura quando ele
estoura os próprios miolos
A revolução das elites estoura nas rolhas das
garrafas de champagne
A revolução do povo estoura quando lhe estouram
os cinco sentidos

A revolução militar estoura quando o militar
pensa ser um cantor popular
A revolução do alquimista estoura na quadratura
do círculo
A revolução de planetas, sistemas e galáxias
estoura para romper a compressão
do universo como estabelece a
lei de "ação e reação"

Valdimir Diniz



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário