Alberto de Oliveira - Dolora

Dolora

Dizia-me a razão, antes de ve-la:
—“Não vás lá, se não queres ser sujeito
Ao seu olhar que é como o olhar da estrella...”
Fui. E agora a razão me diz: — Bem feito!”

E ardo e choro. E, ebriado de ventura,
Na propria pena que o lacera e rala,
O coração aplaude-me a loucura:
— “Fizeste bem!” o coração me fala.

Alberto de Oliveira

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário