Poeta - Emanuel de Carvalho

Poeta

O Poeta é como ave de rapina 
quando trina ateia versos 
em rima

O Poeta de cordel do sertão 
é uma ave que ao recitar 
infinito canta

O Poeta de cordel ressuscita 
os imortais faz as noites 
entardecerem e o dia de 
prosas que só se desfaz 
ao pôr do Sol.


Emanuel de Carvalho

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário