Bertold Brecht - Do rio que tudo arrasta

Do rio que tudo arrasta se
diz que é violento
Mas ninguém diz violentas as
margens que o comprimem

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário