A vida da inocência - Gonçalves de Magalhães

A vida da inocência

A vida é plácida e bela
Para quem a não conhece,
E na cândida inocência
Qual puro jasmim floresce.

É uma aurora rosada,
Um sonho delicioso,
Para quem o arcano ignora
Deste mundo caviloso.

É um mel suave e grato
Para quem no lar paterno,
Co'a bênção dos seus maiores,
Recebe a bênção do Eterno.

É um celeste tesouro
Para a tenra criatura,
Que vive como tu vives,
Vida dos Anjos tão pura.

Só vive assim a inocência
De Deus amada e querida!
Oh inocência! perfume!
Oh doce orvalho da vida!

Filha de pais virtuosos,
Luminosa é tua estrela!
Vive para ornar o mundo,
Feliz, inocente e bela.

Gonçalves de Magalhães



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário