Da Costa e Silva - Vivo Como Um Sonâmbulo...

Vivo Como Um Sonâmbulo... 
 
Eu vi o Amor adormecido aos pés da Morte,
Na curva mais suave da minha vida...
Foi quando o coração que sonha, mas não dorme,
Ao perder-te, ficou incontentado e triste.

Desde esse tempo, indiferente ao meu destino,
Vivo como um sonâmbulo que sofre;
Como um fantasma doloroso de mim mesmo,
Seguindo as sombras vacilantes do caminho...

Mas, antes de esquecer-te, espero a morte,
Para o sono de amor de uma noite sem termo

Da Costa e Silva


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário