Carlo dos Santos - Andando

Andando

Andei pensando
caminhei falando
Dormi rindo
Acordei chorando
Pensando e falando
rindo e chorando andei
Amei, fui amado
Fugi, fui perseguido
Não resisti, fui pego
Então, me vi preso
A quem tanto me quis
Amando e mentindo
Fugindo e fingindo
Sou amante e amado
Sou fiel e escravo
Desse amor amalgamado
Disfarçado, famigerado
Insistente e permanente
Acima de tudo envolvente
Amarras de desejo, paixão
Amor tumultuado, desilusão
Pensando bem andei amando
Andei também me apaixonando
Andando e amando até me perdi
Por fim Andei pensando, vivi.

Carlo dos Santos



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário